Vendas pela internet desde 1997 INÍCIO - CONTATO Fone:(81)8875-1589 Recife - PE. bf Frasco com 20mL R$ 35,00
Neuroléptico, tranquilizante e pré-anestésico Indicações do produto Particularmente indicado como auxiliar no controle de animais de médio e grande porte durante os exames, tratamentos, embarques e transportes. Bastante eficaz quando empregado em conjunto com anestesia local nas cas- trações, neurectomias, “pontas de fogo”, remoção de tumores de pele e ci- rurgias oculares. Níveis de garantia do produto Cada 1mL contém: Acepromazina..............................................................10,0 mg Veículo q.s.p..............................................................1,0 mL Modo de usar Para ser utilizado por via intravenosa, intramuscular ou subcutânea. A dose deve ser estabelecida individualmente, dependendo do grau de tranquilização requerido. Animais de Grande porte: 0,5 a 1 mL/100 kg de peso. Animais de Médio porte, Leitões: 0,2 a 0,3 mL/10 kg de peso. Suínos adultos: 2 mL/100 kg de peso. A administração deve ser feita por via intramuscular profunda. A administração por via intravenosa deve ser feita lentamente e um período de 10 minutos deve ser aguardado até o aparecimento dos efeitos da droga. Precauções Tranquilizantes são potentes depressores do sistema nervoso central e podem causar acentuada sedação, com supressão do sistema nervoso simpático. Tranquilizantes podem introduzir prolongada depressão ou impossibilidade de locomoção quando aplicados em dosagens excessivas ou em animais sensíveis. Tranquilizantes são aditivos na ação, para o emprego de outros depressivos que irão potencializar a anestesia geral. Deve ser administrados em pequenas doses e com gran- de atenção durante a anestesia geral e também em animais exibindo sintomas de estresse, debilidade, doenças cardíacas, hipovolemia ou choque. A Acepromazina, assim como os outros derivados da fenotiazina, é detoxificada no fíga- do, portanto deve ser empregada com cautela em animais com disfunção hepática ou leuco- penia. Hipotensão pode ocorrer após rápida injeção intravenosa, causando colapso cardio- vascular. A epinefrina é contra indicada para tratamento de hipotensão aguda produzida por tran- quilizantes derivados de fenotiazina. Em tais casos deve ser utilizado como droga de eleição outro aminopressor, tal como a norepinefrina. Em equinos, uma paralisia do músculo retrator do pênis tem sido associada com a utili- zação de tranqüilizantes derivados da fenotiazina. É descrita a ocorrência de três casos após a utilização de Acepromazina. Este risco deve ser considerado antes da aplicação da droga em equinos machos (inteiros ou castrados). Quando administrada, a dosagem deve ser cuidadosamente limitada ao mínimo necessário para os efeitos desejados. Durante a tranquilização, não é possível uma diferenciação entre a protrusão reversível do pênis (um sinal clínico de narcose) e a paralisia irreversível do músculo retrator. A causa desta reação não foi determinada. Tem-se postulado que a paralisia pode ocorrer quan- do o tranqüilizante é utilizado juntamente com a testosterona (ou em garanhões). Injeções intracarotídeas acidentais nos eqüinos pode produzir sinais clínicos variando a desorienta- ção a ataques convulsivos e morte. Em provas onde exista exame anti-doping, recomenda-se suspender a utilização do produto com 4 dias de antecedência. Contraindicações Derivados da fenotiazina podem potencializar a toxicidade de organofosforados e a atividade da Procaína. Desta maneira não utilize Acepran 1% para controlar tremores associados a enve- nenamentos por fosforados. Não utilize em conjunto com vermífugos ectoparasiticidas organo- fosforados. bf Loja PROAGRI